Central de Atendimento

(11) 4323-3935

ABERTO

24 HORAS

18/06/2018

noticias

Por: Erika Cristina

Meu pet morreu, e agora?

Certamente está é uma dúvida que poucos tem até que chegue o momento de se preocupar com isso. Antigamente, e ainda hoje nos interiores, usava-se enterrar os animais muitas vezes até no quintal de casa. Mas hoje, nas cidades, são raras as casas que ainda tem terrenos para isso. Além, claro, do risco de contaminação do solo.

Meu animalzinho morreu, e agora?

Existem diversas empresas especializadas em fornecer todos os cuidados fúnebres do animalzinho, como um velório, uma urna personalizada, um enterro ou cremação. Porém trata-se de um serviço particular de alto custo, não são todos que tem condições para usufruir desses serviços.

Por isso, existe também – fornecido pela LOGA (Logística Ambiental de São Paulo), a coleta e incineração de corpinhos. Algumas clínicas são conveniadas e fornecem esse tipo de serviço, assim como a Med Dog. Embora tenha um custo, é baixo comparado aos serviços particulares.

Erika Cristina
Médica Veterinária
CRMV-SP 38512

Divulgue isto

    Leia também: