Central de Atendimento

(11) 4323-3935

ABERTO

24 HORAS

01/05/2019

noticias

Por: Erika Cristina

Como saber se meu cão está com dor?

Apesar dos cães não se comunicarem como nós, é nítido que eles se comunicam através de sinais e alterações comportamentais. O que é difícil para nós é saber identificar cada sinal e cada comportamento. Principalmente quando o cãozinho é mais quietinho ou mais tímido.
Então vale a pena entender como funciona a dor e quais sintomas eles podem apresentar para conseguirmos melhor compreender o que eles estão tentando nos dizer.
A dor é transmitida ao cérebro através de neurotransmissores e então o corpo reage a ela. É importante entender os tipos de dor, até para saber distinguir melhor qual o seu animal pode estar sentindo e também compreender melhor a expectativa do tratamento. Existem dois tipos de dor: a dor aguda e a dor crônica.
A dor aguda é aquela que ocorre repentinamente, podendo apresentar intensidade leve, moderada ou intensa; é temporária, mas pode se tornar crônica se não tratada de forma adequada. A dor aguda tem como propósito proteger o corpo de lesões mais graves, avisando que há algo errado ali. Normalmente desaparece quando a lesão é curada e seu tratamento é relativamente fácil. Pode ser proveniente de traumas, por exemplo.
A dor crônica, por sua vez, começa gradualmente, mas persiste por um longo período de tempo. Normalmente causada por alguma doença degenerativa ou algum estado de saúde crônico. Pode apresentar intensidade leve, moderada ou intensa, apresentando alguns surtos de aumentar de intensidade. Na sua maioria das vezes pode ser amenizada, mas não curada.
E as alterações comportamentais que podemos observar são:
– Choros
– Relutância ao se exercitar
– Dificuldade para subir e descer escadas ou entrar no carro
– Rigidez depois de descansar
– Mancar após um exercício
– Se lamber, arranhar, morder, coçar ou olhar para alguma área em particular
– Ofegante em temperaturas confortáveis ou respiração rápida e superficial
– Latir, uivar, gritar sozinho ou quando é tocado
– Agressividade
– Apatia (se mostra menos feliz ao ver as pessoas que ama)
– Apetite mais exigente ou come menos que o normal
– Olhar triste ou sem brilho
– Cabeça e/ou orelhas caídas
Essas podem ser características de um cão com dor, portanto, se o seu amigão está apresentando alguns desses sintomas, vale a pena trazê-lo para que nossos veterinários o examinem e determinem um diagnóstico e um tratamento adequado.
Divulgue isto

    Leia também: